quinta-feira, 19 de julho de 2007

EFEMÉRIDES DE JULHO (II)

Efemérides de Julho (II)

Dia 16
1905 - Augusto José Vieira realiza uma conferência no Clube 8 de Maio.

Dia 17
1897 - É intimado pelo Ministro da Guerra a partir para Lourenço Marques o Dr. Brito Camacho.
1906 - O Mundo publica na íntegra o discurso do Dr. Eduardo Abreu no comício do Porto.

Dia 18
1906 - É entregue ao dr. António José de Almeida uma mensagem coberta de assinaturas republicanas comemorando o dia do seu aniversário.

Dia 19
1900 - Reúne a direcção da Associação Propagadora de Instrucção e Benficência José Elias Garcia.

Dia 20
1906 - Inauguração do Centro Fernão Boto Machado.

Dia 21
1901 - É notificada uma querela a O Mundo.
1906 - Reúne a Comissão Municipal Republicana do Porto para tratar de assuntos eleitorais.

Dia 22
1906 - É eleita a Comissão Distrital Republicana de Coimbra.
1906 - Realiza-se em Beja um banquete em honra do Dr. Aresta Branco.
1907 - Agostinho Fortes realiza uma conferência na Academia de Estudos Livres.

Dia 23
1881 - Funda-se na cidade da Guarda o Centro Republicano Democrático.
1897 - É apreendida a Marselheza e da Folha do Povo.
1897 - É eleita a Comissão Municipal Republicana do distrito de Coimbra.

Dia 24
1896 - É proibida pela polícia uma manifestação liberal à memória de Sara de Matos.
1897 - Proíbe-se um comício republicano em Gaia.

Dia 25
1879 - Realiza-se o primeiro registo civil de casamento em Vila Real.
1897 - A polícia cerca atipografia onde se imprimia O País, impedindo a circulação deste periódico, da Marselheza e da Folha do Povo.

Dia 26
1874 - Morre no Porto o poeta e escritor Guilherme Braga, autor de Os Falsos Apóstolos e do Bispo. O seu funeral realizou-se civilmente.
1889 - No Centro Fraternidade Republicana, no Pateo do Salema, Elias Garcia realiza uma conferência sobre a Revolução Francesa, cujo centenário aquele centro comemorara com grandiosas festas que duraram desde 5 de Maio até 14 de Julho.
1892 - Morre o major Adelino da Cruz, colaborador dos jornais republicanos Batalha e Voz Pública do Porto.
1896 - Trasladação, no cemitério dos Prazeres, de Sara de Matos, do coval onde estava enterrada para o jazigo mandado fazer por subscrição pública.
1908 - Morre no Porto o livre-pensador Adolfo Leite de Magalhães que publicou a poesia Cristo no Vaticano, atribuída a Vitor Hugo.

Dia 27
1873 - Os socialistas portugueses protestam pública e solenemente contra as calúnias da imprensa que deturpa os acontecimentos de Alcoy.

1896 - Morre no Porto o eminente republicano Rodrigues de Freitas.
1907 - O Mundo publica as declarações feitas pelo eminente republicano Dr. Bernardino Machado a um redactor do Matin sobre a crise política em Portugal.

Dia 28
1896 - Realiza-se o funeral civil de Rodrigues de Freitas.
1901 - Realiza-se em Lisboa uma manifestação anti-jesuítica.
1907 - Realiza-se uma grande manifestação de apoio popular ao Dr. Bernardino Machado, na sua casa da Travessa do Pinheiro, recebendo o ilustre republicano durante o dia a visita de muitos correligionários e adesões de todo o país.

Dia 29
1900 - Realiza-se no Porto um banquete para comemorar a concentração democrática.
1907 - O Mundo publica uma carta do antigo ministro da fazenda Augusto Fuschini.

Dia 30
1880 -Sai em lisboa o primeiro número da revista mensal, cietífica e literária Era Nova.
1897 - É proibida a circulação da Marselheza e da Voz Pública.
1899 - o Dr. Teófilo Braga realiza uma conferência na Associação ds Lojistas.
1900 - Promovido pela Federação dos Círios Civis inaugura-se em Lisboa um congresso anti-clerical.
1902 - É querelado O Mundo.
1907 - O Mundo publica, traduzida em português, uma entrevista do redactor do Heraldo, de Madrid, D. Luís Morote com o Dr. Bernardino Machado.
1907 - No Grémio Comércio e Indústria realizou-se um asessão de homenagem ao Dr. Magalhães Lima.

Dia 31
1881 - Inauguração do Centro Eleitoral Republicano Mouzinho da Silveira, na rua de S. Lázaro, 15, 2º.
1907 - O Mundo anuncia a colaboração diária do escritor e jornalista republicano João Chagas.

A.A.B.M.

2 comentários:

Carlos Gomes disse...

1896 - Trasladação, no cemitério dos Prazeres, de Sara de Matos, do coval onde estava enterrada para o jazigo mandado fazer por subscrição pública.
-------
Será que ainda existe o jazigo de Sara de Matos no cemitério dos Prazeres?
A rua a que foi dado o seu nome durante bastantes anos, regressou à anterior toponímia já em pleno Estado Novo, por intervenção de um deputado na Assembleia Nacional. Denomina-se rua das Trinas em virtude da existência no local do antigo convento das Trinas (do Mocambo)à qual pertenceu a noviça Sara de Matos.

Anónimo disse...

Será que pode haver mais informações sobre o Clube 8 de Maio, de 1905 ?

Eu gostaria muito.