quinta-feira, 19 de julho de 2007

MIGUEL BOMBARDA E CÂNDIDO DOS REIS


Miguel Bombarda e Cândido dos Reis

Dr. Miguel Bombarda ["Vítima da Reacção”] e Cândido dos Reis ["Sacrificado pela Pátria"]

J.M.M.

3 comentários:

Carlos Gomes disse...

"Miguel Bombarda, chefe civil da revolução de 5 de Outubro que implantou a República, não nutria qualquer simpatia pela religião. Pelo contrário maçon, anticlerical, fundou a Junta Liberal que, em 1906, promoveu manifestações contra a Igreja e, em particular, contra os jesuítas. Professor na Escola Médico- -Cirúrgica de Lisboa, aceitou em 1892 o lugar de director do Hospital de Rilhafoles (actual Miguel Bombarda), onde edificou uma unidade, então moderna, para tratamento de doentes mentais. Foi assassinado por um doente esquizofrénico em 1910, na véspera da revolução." - in Diário de Notícias, 22 de Maio de 2005.

Carlos Gomes disse...

... ainda, sobre o Dr. Miguel Bombarda, parece-me interessante a crónica ficcionada do site "vidas lusófonas", no seguinte endereço:
http://www.vidaslusofonas.pt/BOMBARDA.htm
O autor do crime, Aparício Rebelo dos Santos, era tenente do Exército e encontrava-se internado no Hospital de Rilhafoles que veio a tomar o nome do Dr. Miguel Bombarda. Terá tido motivação política, a julgar pela legenda "Víctima da Reacção" ?

Carlos Gomes disse...

...no Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Lisboa, ver endereço: http://arquivomunicipal.cm-lisboa.pt/sala/online/ui/searchbasic.aspx?filter=AH;AI;AC;AF
consta uma foto do Hospital de Rilhafoles, ainda com o brasão da monarquia a encimar o portão da entrada.