quarta-feira, 22 de junho de 2011

A QUEDA DA PRIMEIRA REPÚBLICA - POR ANTÓNIO REIS


COLÓQUIO: A Queda da Primeira República;
DIA: 28 de Junho de 2011 (18.00 horas):
ORADOR: António Reis;
LOCAL: Paços do Concelho da C.M.Lisboa (Sala do Arquivo);
ORGANIZAÇÃO: Fundação Mário Soares & C.M.Lisboa.

[Trata-se do] "décimo sexto de uma série de 18 colóquios sobre questões essenciais da história do regime republicano, sob o tema 'A Queda da I República', [e] será apresentada por António Reis, historiador"

"A I República, implantada em 1910, conheceu uma vida atribulada. De um lado, as incursões monárquicas. Do outro, a relação conturbada com a Igreja Católica. Também, a crescente crispação com o mundo operário e sindical. E, depois, os efeitos internos da participação na I Guerra Mundial, de que não está alheada a instabilidade verificada nos comandos militares. A tudo se somou a própria vertigem política dos seus principais dirigentes e agrupamentos partidários, muitas vezes reféns de alianças pouco esclarecidas ou momentâneas e, sobretudo, destituídas de objectivos de médio e longo prazo.

E, no entanto, essa mesma frágil República soube, ao longo da sua existência, criar uma nova realidade no país, mais moderna e aberta à inovação e às experiências internacionais. E, em muitos campos, lavrou uma obra notável.

Mas, terminado o conflito mundial, a economia e a sociedade apareciam exaustas, sem perspectivas claras de solução para muitos problemas. Ao mesmo tempo, na Europa, afirmavam- se forças de índole ditatorial e de concentração de poderes, quer políticos, quer económicos, ancoradas também na reacção ao liberalismo político e, sobretudo, na reacção à bolchevização das lutas operárias ...
" [ler TUDO AQUI]

J.M.M.

Sem comentários: