domingo, 30 de agosto de 2015

ANTÓNIO LOBO DE ABOIM INGLÊS (1869-1941)


Nasceu em Aljustrel a 20 de Junho de 1869. Formou-se em Engenharia de Minas no então Instituto Industrial e Comercial de Lisboa, que depois se transformou no Instituto Superior Técnico. Convidado pela empresa exploradora das Minas de S. Miguel de Huelva (Espanha) entre 1897 e 1912, onde chegou a atingir as funções de sub-director das mesmas. Regressa a Portugal logo após a implantação da República. Começou depois a leccionar no Instituto Superior Técnico onde foi responsável pelas disciplinas de Metalurgia e Jazigos Mineiros a partir de 1912.

Desenvolveu também actividade como empresário mineiro. Devido a essa condição foi dirigente da Associação Industrial Portuguesa, presidindo aos destinos dessa associação representante do patronato em dois mandatos entre 1915 e 1921. Fez parte da sociedade constituída para tomar conta do jornal A Lucta, em 30 de Setembro de 1920.

Acompanhou inicialmente o seu comprovinciano Manuel de Brito Camacho na União Republicana, chegando, em 1918 a fazer parte da direcção do partido. Mais tarde assinala-se a sua passagem pelo Partido Liberal e Partido Nacionalista. Foi eleito deputado por Silves (1919), tendo desencadeado e apoiado o processo de criação da Escola Comercial e Industrial João de Deus, em Silves. Mais tarde foi novamente eleito por Aljustrel (1921 e 1925).

Desempenhou as funções de Ministro da Agricultura entre 3 de Setembro e 19 de Outubro de 1921, no governo chefiado por António Granjo que terminou na Noite Sangrenta. Foi ainda depois candidato às eleições municipais de Lisboa, em 1922.

Colaborou com alguma regularidade no jornal republicano dirigido por Brito Camacho, A Lucta, depois encontramo-lo a colaborar na revista da Associação Industrial Portuguesa, Industria Portuguesa, com artigos mais técnicos [“O Rádio em Portugal”, nº22 e 23, 1930] . Desenvolveu também alguma actividade como publicista tendo proferido várias conferências pelo País. Destaca-se a conferência proferida durante o I Congresso Regional Algarvio, de 1915, intitulada As Escolas Industriais, que deu à estampa nesse ano. Realiza também, em 9 de Fevereiro de 1928, nas instalações da Liga Naval, em Lisboa, feita a convite da Associação Industrial Portuguesa, outra conferência que se intitulava As Indústrias Extractivas em Portugal. Nessa ocasião esteve presente o Presidente da República e do Ministro do Comércio e das Comunicações. 


Foi representante do Governo Português à Conferência Internacional do Trabalho, realizada em Londres.

Foi casado com Maria Luísa Morais Lopes Aboim Inglês e pai de Carlos Lopes de Aboim Inglês (1899-1942) que frequentou o Instituto Superior Técnico entre 1917 e 1923 e veio a ser futuro dirigente do Partido Comunista Português. Desse casamento resultou também o nascimento de uma filha: Maria Benedita Lopes Aboim Inglês que foi casada com Ernesto Fernandes Paneiro.


Faleceu a 18 de Outubro de 1941, em Aljustrel.

[NOTA: Revisto e actualizado  3 de Setembro de 2015

A.A.B.M.

Sem comentários: