segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

PALESTRAS MAÇÓNICAS - POR DOMINGOS PIRES BARREIRA


Encontra-se online – digitalizado – as "Palestras Maçónicas. 1ª à 3ª" [Lisboa, Tip. Eduardo Rosa 1913], pelo Ir. Domingos Pires Barreira. As palestras [que pelo que se julga foram em número de quatro, faltando, portanto, a última] realizaram-se no Palácio do Grande Oriente Lusitano Unido nos dias 22 e 31 de Março e no dia 17 de Abril do ano de 1913. Trata-se de um curioso "livro de divulgação" pertencente à historiografia maçónica.

Domingos Pires Barreira nasceu a 15 de Outubro de 1868, em Viana do Castelo [cf. A. H. O. Marques, Dicionário de Maçonaria Portuguesa, vol I]. Proprietário, foi cônsul de Portugal em Pará (Brasil). Fez parte da Universidade Livre, pertenceu [n.s. Aquiles] à Loja Montanha [nº 214, de Lisboa], de que foi Orador, tendo sido membro efectivo do Grande Oriente Brasil. A Loja Montanha, como é sabido, foi uma das "estruturas maçónicas regulares portuguesas mais empenhadas na militância republicana, legal ou ilegal" [cf. António Ventura, Anarquistas Republicanos e Socialistas em Portugal, Ed. Cosmos, 2000, p. 179 – sobre o assunto consultar a op. cit. pp. 178-184]. Curiosamente a Loja Montanha, nº 214 [do REAA], em Outubro de 1913, pretende "transitar" para o Rito Simbólico [o Decreto está datado de 9 de Janeiro de 1914], o que ocasionou uma "grande cisão no seu quadro" [cf. José Bernardo Ferreira, Maçonaria Universal, Lisboa, 1921, p. 149], pelo que alguns dos seus obreiros seguiram o então fundado Grémio Luso-Escocês [sob presidência do general Ferreira de Castro] – que AQUI demos nota -, coexistindo então com a mesma denominação ["Montanha"] duas Lojas [ver António Ventura, Revoltar para Resistir A Maçonaria em Almada 1898-1937, 2010, pp. 22-23].

- Palestras Maçónicas AQUI digitalizadas.

J.M.M.

Sem comentários: